Discovery - Swing Tree

image

Quem já sabe que um dia o Rostam Batmanglij do Vampire Weekend e Wes Miles do Ra Ra Riot se juntaram por um tempo para um projeto de gravação chamado Discovery de indie rock, eletrônico e funk?!

Pois é, os dois caras largaram suas guitarras e experimentaram um som R&B com alguns sintetizadores em 2005 e lançaram um álbum em 2009, chamado LP pela XL Recordings (um selo independente, que também gravou o queridinho Gotan Project e o 1o disco solo do Thom Yorke (do Radiohead) em 2006, entre muitos outros grandes artistas e bandas como The White Stripes, Ratatat, M.I.A…). 

Bom, este é o único álbum juntos e contou com algumas boas participações como, Angel Deradoorian do Dirty Projectors, em I Wanna Be Your BoyfriendEzra Koenig, também do Vampire Weekend em Carby

E como gostamos de experimentações, o PMT acha este álbum uma relíquia e a nossa tristeza é que este projeto não continuou e o que nos resta é resgatá-lo para animar nosso final-de-semana!

WAVE MACHINES - ILL FIT

image

Wave Machines, uma banda inglesa de pop art e rock indie alternativo formada no berço dos Beatles, em Liverpool, por Tim BruzonCarl BownJames Walsh e Vidar Norheim.

Com uma pegada eletrônica, vocal e sintetizadores distribuidos entre os 4 integrantes, a banda teve seu 1o álbum, Wave If You’re Really There, lançado em 2009 e foi bem-recebida e criticada por fãs e revistas como NME.

O segundo e mais recente álbum, Pollen, foi lançado no ano passado e tem IIll Fit, música em destaque no post que de acordo com Tim, o vocalista da banda, ele foi influenciado pelo “momento confuso logo antes de você tomar a decisão de fazer algo certo ou errado, justificável ou injustificável “ 

Hmmm, tá entendi.

HOZIER - FROM EDEN

image

Um cantor, compositor e multi-instrumentista irlandês, chamado Hozier.

Com experiência em canto-coral, Andrew Hozier-Byrne nasceu no dia da comemoração de Saint Patrick, em 17 de março de 1990 (sim, ele só tem 24 anos). Filho de um músico de blues, ele cresceu sob a influência musical e, aos 15 anos, formou sua 1a banda tocando blues, R&B e soul.

Anos mais tarde, ingressou na faculdade de música na universidade Trinity College, em Dublin e lá, ingressa também na orquestra da universidade aparentemente planejado a seguir uma carreira erudita, porém, decide sair e gravar seu 1os demos como cantor-solo pela Universal Music.

Em paralelo, seguia sua dedicação ao canto-coral e depois de 3 anos em uma turnê internacional com seu grupo, Hozier retorna e lança seu 1o EP, Take me to Church, em 2013, contando a história sobre o preconceito gay na Rússia, junto de um clipe que viralizou rapidamente no Youtube dando destaque internacional a ele.

O 2o EP, é From Eden, música em destaque no post, lançada este ano um pouco antes de anunciar o lançamento do 1o álbum para 19 de setembro na Irlanda e 6 de outubro na Inglaterra.

Kongos - Come With Me Now

image

Que banda!

KONGOS é uma banda de rock e kwaito (um gênero musical que emergiu na África do Sul, na década de 90, algo como um house music misturado com sons africanos) formada por quatro irmãos, o Johnny, o Jesse, o Dylan e o Danny Kongos.

Filhos do cantor e compositor britânico John Kongos, foram criados entre a África do Sul e a Inglaterra e atualmente moram nos EUA, em Phoenix. Lançaram Lunatic, o 1o álbum da banda, em 2012, pelo selo independente que a família Kongos criou, chamado Tokoloshe Records. Na época, começaram a fazer muito sucesso na África do Sul, porém, levou dois anos para o álbum cair nas graças e rádios americanas e eles já estavam em descrença sobre seu possível sucesso por lá (esta história de aceitação musical entre estes dois locais está me lembrando um pouco a história sobre Sixto Rodriguez, um músico folk americano que nunca foi reconhecido em seu país natal, já na África era um pop-star).

De repente suas vidas mudaram e algumas músicas começaram a chamar a atenção em alguns estados dos EUA e a alguns meses fazem o maior sucesso destes 11 anos de trabalho.

Em fevereiro deste ano, o mesmo álbum foi lançado mais uma vez, agora com um novo selo, o Epic, da Sony Music. Atualmente estão em turnê até fevereiro de 2015, pelos EUA e alguns lugares na Europa.

Soldout - To the ocean

image

Esta dupla belga, de Bruxelas, chamada Soldout é formada por David e Charlotte, dois amigos que se conheceram em um café.

Ele gravava suas composições em um gravador e rodava por várias bandas tocando teclado em um som psicodélico e experimental. Ela, tocava piano clássico e seu maior sonho era ser maestrina, até quando parou de tocar Chopin para seguir PJ Harvey (cantora britânica, considerada uma das mais importantes artistas de sua geração e um dos ícones do rock da década de 1990).

Atualmente juntos, David e Charlotte seguem uma linha de pop progressivo e indie eletrônico mesclando seu background em um som eletrônico suave, com melodias leves e pops inspiradas nos anos 80, semelhante a bandas como, Depeche Mode, Grimes e um toque de The XX e Metronomy.

Com o último álbum recém-lançado este ano, eles seguem em turnê pela Europa depois EUA.

Robert DeLong - Global Concepts

image

Jesus Christ! Segura!
Robert DeLong, 28 anos, americano, músico criado nos subúrbios de Seattle. 

Sob influência de bandas de rock indie e munido de seus teclados, bateria, computadores, pedais de bateria, controladores de jogos e seus controles de video-game (ufa!), Robert foi além de uma aparição tradicional e estruturou um show mais dançante. 

Assinando sua produção como gênero de rock eletrônico, seu som é na verdade uma mistura de house, EDM (Electronic dance music ) + Moombahton, algo como um reggaeton misturado com house music. 

Em 2012, ele abriu o show de STRFKR no Festival Starscape de Baltimore e chamou bastate a atenção dos críticos aumentando sua base de fãs. Foi considerado pela  revista CMJ, “um guerreiro 8-bit” e teve com o single Global Concepts (em destaque no post), lançado no ano passado, a 33a posição da Billboard Alternative Songs.

Robert executa suas músicas a partir de interfaces de MIDI, gravando os sons e projetando-os em looping para que eles se fundam entre batidas eletrônicas de rock and roll em melodias solo. 
Nossa! 
E já gravou dois álbuns pela Glassnote Records (a mesma que cuida de CHVRCHES, Phoenix, Two Door Cinema Club e outros, e seus próximos shows são todos lá por cima, na América do Norte. 

É isso aí, agora se joga no finde!

Rubblebucket - Carousel Ride

image

Essas universidades, heim, sempre juntando gente boa, né?

Foi assim que Annakalmia Traver e  Alex Toth se conheceram, ao se cruzarem em um grupo de jazz latino em Burlington, durante seu curso na Universidade de Vermont, Canadá. Saindo de lá, foram juntos para Boston, onde cada um fez o que pode para manter o sonho musical em pé, Kalmia fez nu artísticos em aulas de arte, Alex marchava em desfile de bandas por horas em torno de monumentos e ruas por 50 dólares. Mais tarde juntaram-se aos músicos Adam Dotson (trombone, eufônio (!), vocais), David Cole (bateria) e Ian Hersey (guitarra) formando a Rubblebucket, uma banda de art-pop e indie-dance do Brooklyn.

O primeiro álbum, auto-intitulado, da banda foi em 2009, já o 2o álbum, chamado Omega La La foi produzido e mixado por Eric Broucek, um produtor da cena indie de NYC que também atuou  também com bandas como, Hercules and Love Affair, Classixx e Holy Ghost, e desde então eles somam alguns singles e EPs. Carousel Ride, música em destaque no post, pertence ao Survival Sounds, último álbum da banda, lançado em junho deste ano.

Sobre o nome? Ah sim! Além de batizar a banda, significa uma caçamba que retira resíduos de canteiros de obras ;)

Broods - Pretty Thing

image

Broods é um duo de dream pop da Nova Zelândia formado pelos irmãos Geórgia no vocal e Caleb Nott nos instrumentos.

Cantando juntos desde outubro de 2013, foi com o single Bridges que eles marcaram sua estréia e lideram os 10+ daquele ano no país. Um single bem sonhador, produzido por Joel Little (mais conhecido por produzir as gravações de Lorde), suavemente cantado com o vocal feminino de Geórgia, que aparece em todas as músicas deles.

Em Pretty Thing,  música em destaque no post, o ritmo muda um pouco e agita mais pela 1a vez no repertório deles. Este single é do EP auto-intitulado Broods lançado oficialmente em janeiro deste ano.

George Maple - Talk Talk

image

Sob a proteção da Future Classic, umas das gravadores de maior sucesso no cenário musical alternativo, George Maple acabou de lançar single, Talk Talk, que fará parte do seu EP de estreia chamado Vacant Space, que também sai ser lançado em vinil, dia 14 de outubro.

Aos 23 anos e baseada em Londres, Jess criou seu nome artístico George Maple pois tinha medo de iniciar uma carreira com seu nome verdadeiro, já tocou com  Toro Y Moi e tem vontade de fazer duetos com Nicolas Jaar e James Blake.

Born Gold - Flowers

image

Que figura!!

Este cara, super experimental em sua música e performance é Cecil Frena, um canadense que encabeça o projeto de pop experimental Born Gold.

Numa música de elementos sonos futurísticos, ele extrai uma melodia ousada e cheia de ganchos, uma guitarra gostosinha, arpejos em sintetizadores tudo sob um vocal oscilante num ruído digital meticuloso.

A música Flowers, em destaque no post foi lançada há alguns dias.

Bom final-de-semana gente!

Karen Harding - Say Something

image

A ex participante do X-Factor, e top 6 em 2013, Karen Harding, voltou a ser destaque nos últimos dias com o single de estreia Say Something. Que aliás você pode comprar aqui.

A britânica aposta na mistura de Soul, R&B, Jazz e claro, na batida dance eletrônica. O single Say Something foi produzido pelo produtor, cantor e compositor MNEK, já conhecido no cenário musical por algumas indicações ao Grammy.

Vamos ficar de olho, pois não deve demorar para Karen lançar seu debut álbum nos próximos meses.

Lemonade - Stepping

image

Diretamente do Brooklyn, Lemonade lançará em alguns dias seu novo álbum Minus Tide

Diferente dos álbuns anteriores, onde a banda ainda estava em São Francisco e explorava um som sem muita pretensão de expansão e mais intuitivo, o trio comenta que neste álbum mais recente há uma coleção de faixas sincronizadas aos ciclos naturais com a crença de que a liberdade ainda pode ser vivida nas grandes cidades. 

A mudança em estilo também é perceptível, que passou de algo dance e tropical, para algo mais eletrônico.

Atualmente sob o selo, da também pertencente ao Condado de Kings, Cascine; os amigos de infância Callan Clendenin (vocal), Alex Pasternak (percussão) e Ben Steidel (baixo) estão marcando presença nos palcos norte-americanos até o final do ano.

Midnight Pool Party - If You Were Mine (Baby)

image

No embalo dos anos 90, a pegada é disco, coloca a mão na cintura e a outra lá no alto e rebola, pois é assim que o novo single, If You Were Mine (Baby), dos australianos Midnight Pool Party vai te contagiar.

Baseados em Sidney, Darren MorillaOliver Dela Cruz tem como influência nomes como Jamiroquai, Michael Jackson, Prince, Breakbot, Miami Horror, Flight Facilities, Chromeo e Daft Punk. E tudo isso é muito visível nas composições dos caras, que na maioria das vezes tendem ao soul e funk americano.

O single If You Were Mine (Baby), que tem lindos acordes de piano, vai ser lançado oficialmente no iTunes dia 9 deste mês. Fique ligado!!!

Sohn - Artifice

image

Sohn é o codinome de Christopher Taylor, um músico (compositor e produtor) nascido ao sul de Londres, mas que atualmente vive em Viena (nada mal!). 

Em 2012, depois de postar duas de suas músicas (The Wheel e Red Lines) no Soundcloud e ser ovacionado pela crítica online na época, Chris chamou a atenção de veículos como The Guardian, Dummy e Abeano acelerando o processo para o lançamento de seu primeiro EP, naquele ano.

Seguido deste lançamento, ele então assinou com o selo queridinho 4AD (que também assina Grimes, Camera Obscura, Blood Diamonds e muito mais gente bem legal)  e lançou há 4 meses seu primeiro LP, The Wheel. O que acontece depois disso? O cara tá com uma agenda gigante de shows, em (quase) todos os dias até dezembro pela Europa e América do Norte (não, o Brasil não aparece nesta agenda). 

Load More